Solicitar orçamento

Aeroclube de Juiz de Fora

TIRE SUAS DÚVIDAS: (32) 3233-1004 contato@aeroclubejf.com.br (32)99910-8001
  • Home
  • Voo Panorâmico
    • Leia artigos e visualize nossas galerias de fotos

      previous arrow
      next arrow
      Slider

      Confira fotos de nossas instalações e nossos eventos.

      previous arrow
      next arrow
      Slider

      Artigos sobre aviação e tudo que acontece no Aeroclube de Juiz de Fora.

Login - Flight Center


 
Alunos de Manaus se formam pilotos no Aeroclube de Juiz de Fora

Alunos de Manaus se formam pilotos no Aeroclube de Juiz de Fora

Mais de 4 mil quilômetros
longe de casa, seis alunos vindos de Manaus estão realizando, atualmente, o
curso de Piloto Privado Avião no Aeroclube de Juiz de Fora. Andrey Rocha, Bruno
Aguiar, Carlos Augusto, Emanoel Pinheiro, Ítalo Hugo de Oliveira e Lucas
Grazina enfrentaram uma longa viagem, em julho deste ano, em busca da
realização do sonho comum entre eles: o de se tornarem pilotos. Cada um tem a
sua história e a sua experiência para contar, mas selecionamos duas para tentar
mostrar a razão pela qual os trouxeram até a cidade mineira.

“Aumentou minha segurança de voo”

Bruno Aguiar

O primeiro é Bruno Aguiar
que já chegou até o Aeroclube com sete horas de voo realizados para o curso de
Piloto Privado Avião (PPA). “Fiz o curso teórico e cheguei a começar a voar em
Manaus, mas estou dando continuidade aos estudos práticos aqui em Juiz de Fora”.
Ele já conseguiu alcançar uma das etapas mais emocionantes do curso: o voo
solo. “Gostei bastante desse dia, pois deu tudo certo. Aumentou minha segurança
de voo após passar pelo voo solo. Agora me sinto mais confiante para voar”,
acrescentou.

Em Juiz de Fora, Bruno
explica que fez seu curso de PPA utilizando duas aeronaves: Cessna 150 e Cessna
172. “Foi bem interessante ter passado pela experiência de voar dois aviões. Os
instrutores ajudaram bastante, pois cada um tem sua maneira de voar. Aproveitei
muito o ensinamento de cada um. Pretendo fazer o curso prático de Piloto
Comercial aqui também”, revelou Bruno, referindo-se ao Aeroclube de Juiz de
Fora.

Trabalho na Força Aérea foi o estímulo para ser piloto

Andrey Rocha

Após oito anos de
militarismo na Força Aérea Brasileira (FAB), Andrey Rocha conta que sua vontade
de se tornar piloto surgiu no tempo que trabalhou como soldado e, depois, cabo,
quando pedia para seus superiores aviadores a oportunidade de participar de
missões de voo. “Quando meu chefe falava que ia sair, por exemplo, para voar,
porque precisava soltar os paraquedistas militares, eu pedia sempre para ir
junto. Assim, voei bastante por meio de aviões militares, como o C-105 Amazonas
e o helicóptero Black Hawk. Dessa forma que fui tomando gosto pela coisa”,
revelou.

Seus pais davam força para
que ele seguisse a carreira militar e fizesse o concurso para sargento da FAB,
mas Andrey percebeu que queria mais, pois seu sonho, desde novo, era de se
tornar piloto. Assim, mesmo sem o apoio inicial dos pais, ele buscou informações
no Aeroclube de Manaus e começou a dar início ao seu sonho. Mesmo após
completar 17 horas de voo no curso de PPA, percebeu que o aeroclube de Manaus
não estava muito bom na parte da manutenção, e os instrutores estavam deixando
o emprego. “Como um amigo nosso já tinha vindo ao Aeroclube de Juiz de Fora a
passeio conhecer e, na ocasião, gostou bastante, resolvemos seguir nossas aulas
em terras mineiras”.

Ele também já foi aprovado no voo solo, etapa que lembra com carinho. “Quando passei por isso, nem acreditei. Parece tão distante e tão difícil que um dia eu ia conseguir me tornar piloto. Agora já me sinto confiante para pilotar um avião”. Sobre as condições financeiras para seguir seu sonho, ele revela: “minha família não é rica, por isso, para seguir a carreira da aviação precisa ter muita vontade e buscar meios para conseguir. Sei de algumas pessoas aqui no Aeroclube de Juiz de Fora que também não têm condições boas, mas o presidente da escola dá muitas chances para que todos possam seguir seus sonhos. Não pode desistir. É difícil, mas não é impossível”, declara.

*Aeroclube de Juiz de Fora*

Há 81 anos, o Aeroclube de Juiz de Fora é uma escola de aviação civil que prioriza a segurança e a qualidade profissional na formação de seus pilotos, oferecendo diversos cursos na área de aviação, como de Piloto Privado Avião e de Piloto Comercial Avião, além de proporcionar voos panorâmicos para a população de Juiz de Fora e região.

*Outras informações com o Aeroclube de Juiz de Fora pelos telefones: (32) 3233-1004 ou 99910-8001.  

Texto: Flávia Cocate
Fotografias: Leonardo Amorim

Deixe uma resposta

Fechar Menu